"PORQUE NARCISO ACHA FEIO O QUE NÃO É ESPELHO" (Caetano Veloso).

sábado, 21 de maio de 2011

ODE INAUDÍVEL


[Imagem: Ophélia - John Everett Millais
Vídeo: Bachianas Brasileiras - N. 5 - de Heitor Villa Lobos - Amel Brahim] 

Salga esse silêncio
Para que ele dure
E moscas não o comam
Nem botem ovos na flor de seus intestinos.

Esse silêncio em brasa
Avassala. Escravo de sua voz ausente,
Macia, ininteligível
Dobro-me sobre os joelhos
Para tentar enxergar
Suas pegadas
Na branca face da cerâmica
Que cobre o chão.

Salga esse silêncio,
Te peço,
Proteja-o de apodrecer
Às primeiras horas da manhã,
Quando o primeiro raio de sol
Tocar a pétala da primeira margarida.
Proteja-o de explodir
Quando rebelar-se o panapaná.

Salga-o.
Salve-o de suicidar-se diante de mim
Quando eu abrir os olhos
E disser “bom dia”.

Que o silêncio perdure
Na tua caixa
De música
Constantemente cerrada.

[Dos: POEMAS RECÉM-NASCIDOS]

6 comentários:

Lara Amaral disse...

Intenso, de arrepiar qualquer silêncio.

Estava com saudades de te ler!

Zélia Guardiano disse...

Agnaldo, meu querido amigo, grande poeta
Que poema mais lindo, este, com que nos brinda, neste retorno mais do que necessário!
Você fazia uma falta imensa!
Abraço bem apertado!

AGNALDO NO ESPELHO disse...

Lara, Zélia... Queridas,

A manada de mamutes na qual a vida se transforma a partir dos compromissos, das formalidades e obrigações diárias, acaba por devastar os campos poéticos.

De vez em quando (e isso enquanto eles, os mamutes, pastam) tento colher alguma coisa do que ainda resta... Quando colho, posto...

E é sempre tão bom perceber que vocês ainda estão por aqui...

Ando realmente atropelado pelo tempo (já reivindiquei um dia com 36 horas, aguardo a resposta ao memorando), mas tentanto equilibrar dever e prazer...

Prometo que volto, sempre que puder.

Super beijo.

Vera do sullllllll disse...

Oi!
Quanto tempo..... bom te LER....
Bom passar por aqui....
Abraços.

Neuzza Pinhero disse...

perdas...
me doeu como
se fosse
alguma coisa dentro de mim
indo embora
irrecuperavel

lá se foi
a mulher

e o seu cão

penso no Spirituals do orvalho
no silêncio
no esquecimento

Vc faz falta, Agnaldo

Neuzza Pinhero disse...

SIM...
Você faz falta...