"PORQUE NARCISO ACHA FEIO O QUE NÃO É ESPELHO" (Caetano Veloso).

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

POEMAS RECÉM-NASCIDOS


A MULHER NO ESPELHO

A mulher no espelho
Depila
Aquele pêlo que pelo espelho
A admira.

A mulher no espelho
Prepara
A armadilha que em pleno espelho
Se arma.

A mulher no espelho
Suspira
Olhando aquela que do espelho
Transpira.

A mulher no espelho
Modela
O penteado, e pelo espelho
O revela.

A mulher no espelho,
Breve,
Deixa seus restos no espelho.
Está leve.

3 comentários:

Neuzza Pinhero disse...

ah, grata pelo acolhimento.
E venho mesmo, viu...adoro os seus textos, seus poemas. E gosto muito que visite o meu spirituals.
Amei essa imagem. É incrivel como vc consegue criar essa viagem, sacar assim e ir muito além.
bj, Agnaldo

Jullia A. disse...

A mulher no espelho,
Reta,
Deixa seus restos no espelho.
Incompleta.

tá, eu não tenho o dom da poesia.
(: a mensagem é o último verso da minha tentativa.
A imagem me remete a ela estar incompleta.
sei lá.
Muito bom o desenrolar da imagem.

AGNALDO NO ESPELHO disse...

Neuzza,

Que bom que tenha gostado.Adoro suas visitas.

Bjo grande.


Jullia,

É um bom verso...

Melhor ainda que tenha dado o sentido que você buscava (ou visualizava) no poema.

Grande abço.