"PORQUE NARCISO ACHA FEIO O QUE NÃO É ESPELHO" (Caetano Veloso).

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

PSIQUE E EROS – UMA LENDA ANACRÔNICA


[Imagem: Psyche opperning the golden box  -
John Willian Whaterhouse]

Um mantra para a moça que se fez silêncio
Um cântico em sânscrito para esta moça
Um silêncio branco lhe cobrindo o rosto
Um véu rendado de palavras
Invisíveis.

Um poema para a moça que fez o silêncio
Uma ode grega em sua homenagem
Uma lírica de silêncios dodecassílabos
Um soneto de estrofes
Pacificadas.

Um baile em chão batido para a moça do silêncio
Uma valsa de noivos em violinos para ela
Um par de alianças com óperas esculpidas, e que se case
Com seu silente amante tenha filhos
Que eles cantem a alma de sua mãe
Adormecida.

Um canário para a moça e seu silêncio
Um felino para o canário e o silêncio
Uma vela para que o silêncio os possa descobrir

Um miado, um farfalhar de asas, um suspiro

O felino salta
O pássaro voa
A parafina goteja

O silêncio se ajoelha
Diante de seus pés doídos
Roga por seu perdão

Não!
Responde a moça ao desnudar-se-lhe a face

Decanta-se. E cantando o abandona
[E ao encanto] 


Definitivamente.

[Dos: POEMAS (QUASE) RECÉM-NASCIDOS]

*Para Neuzza Pinheiro - a moça que fez silêncio.

7 comentários:

Lara Amaral disse...

Nossa, lindo! Principalmente dedicado a essa moça Neuzza!

Beijos nos dois. =)

Neuzza Pinhero disse...

Agnaldo, Agnaldo

eu me sinto privilegiada. Me sinto até culpada...
Quantas pessoas neste planeta, chegando do trabalho, chegando dessa guerra,quantas recebem tal oferenda? Um poema grávido dos sons do silêncio, cálido feito colo, Psiquê, alma do mundo, Eros, essa busca pelo amor idealizado, amor na sua totalidade...Eros e Psique são expressão mais aguda
do desejo humano,penso eu; a busca trágica pelo Outro que mais do que nunca, se distancia, se torna cada vez mais inalcançavel, sei lá...
é um poema metafísico, um poema que mergulha na alma secreta do cosmos, Agnaldo. Seus poemas são assim, não é, todos vão em busca
do mais sutil, do infinitamente
escondido na profundeza das coisas.. Eu ficaria horas falando disso e nao chegaria onde quero. Quem chega, afinal? É um bálsamo, uma grandeza. Vc é capaz dessas alquimias. Desejo que continue
projetando luz sobre as palavras,
aquecendo o coração das pessoas
Desculpe, eu disparei, rs.

Neuzza Pinhero disse...

beijo, Laraaaaa!

AGNALDO NO ESPELHO disse...

Lara,

Essa moça tem o sangue nobre das palavras na veia. Não pode nem deve ficar em silêncio.

Quanto a você, mulher moída, a cada dia me surpreende mais.

Super beijo

AGNALDO NO ESPELHO disse...

Neuzza querida,

Não se desculpe por disparar, tampouco sinta culpa por merecer.

As duas coisas lhe são dignas: primeiro a disparada de palavras (já que com o silêncio você andou economizando e tem crédito) e segundo o privilégio. Ora, não se trata de privilégio e sim de merecimento.

Espero que as palavras tenham dado conta, tenha sido capazes de conter, de estarem contidas nas alma de seu silêncio e de seu divórcio dele.

No mais, dispare quando quiser. Sempre, de preferência. Você tem o que dizer e pode.

Super beijo.

Neuzza Pinhero disse...

só pra dizer o quanto gosto dessa Psique assin delicada, toda curiosa, abrindo a caixinha
Ah, as nossas caixinhas...

passei pra ver e reler
beijo grande, querido Agnaldo

AGNALDO NO ESPELHO disse...

Neuzza querida,

Venha o quanto quiser, afinal de contas o estandarte foi estendido para você.

Super beijo.